Corte sempre os alimentos sobre uma superfície macia, nunca sobre plástico duro, porcelana esmaltada, vidro, louça ou metal.
Poupe sua faca evitando usá-la para abrir latas.
À medida que uma faca vai sendo utilizada, o seu gume perde o fio e, consequentemente, exige maior esforço para cortar.
O que acontece é que os dentes minúsculos que constituem o gume (invisíveis a olho nu) encontram-se dobrados e é necessário restaurá-los e realinhá-los para voltar a obter o máximo poder de corte.
Há dois métodos para manter a boa performance de uma faca, afia-la na pedra ou na chaira .
Como afiar sua faca:
Use uma pedra de afiar de textura grossa e fina ou uma chaira ranhurada.
AFIAR: Usando uma chaira antes e depois de cada utilização manterá o gume em perfeitas condições.
Segure a chaira com uma mão e com a outra colocar a parte inferior da lâmina de encontro à parte superior do mesmo.
Manter uma inclinação de 15º a 20º das costas da lâmina em relação a chaira.
Mantendo a inclinação, fazer deslizar a lâmina até ao bico sem fazer muita pressão.
Repetir o processo 3 a 4 vezes de cada lado da lâmina.
No entanto depois de um longo e intenso período de utilização, o gume pode sofrer um desgaste maior e, nesse caso, será necessário refazê-lo através da amolação.
É o método para refazer o gume podendo utilizar uma pedra, ou recorrer a um amolador profissional.
Afie suas facas periodicamente. Uma faca cega é mais perigosa que uma afiada, já que requer mais força para ser utilizada.